LULA MERCADO

LULA MERCADO

GAELL

GAELL

pc

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

POLÍCIA FEDERAL DETÉM NO AEROPORTO DOS GUARARAPES ESTRANGEIRO DO CONGO UTILIZANDO UM PASSAPORTE FRANCÊS EM NOME DE TERCEIRO COM O OBJETIVO DE REALIZAR UMA VIAGEM INTERNACIONAL PARTINDO DO AEROPORTO DOS GUARARAPES PARA PORTUGAL-LISBOA




A Polícia Federal em Pernambuco através de sua Delegacia de Imigração-DELEMIG que fica localizada no Aeroporto Internacional dos Guararapes-Gilberto Freire deteve no dia 09/09/2018 por volta das 1h da madrugada, um estrangeiro do Congo que diz chamar-se NAONGALA MANDALA, eletricista, de 38 anos e que está no Brasil há aproximadamente 1(um) mês sem ter residência fixa no Brasil. A sua detenção se deu quando o estrangeiro estava tentando embarcar para Portugal/Lisboa utilizando um passaporte francês em nome de SAMUEL DIMITRI NERAULT. A fraude foi descoberta quando os policiais federais perceberam que a foto do passaporte não estava tão parecida com a fisionomia do congolês que estava prestes a embarcar numa viagem internacional. Foi então lhe solicitado que ele fizesse sua assinatura num caderno de anotações com o objetivo de comparar com a que estava no passaporte onde detectou-se que eram completamente diferentes.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido constatado a fraude, o suspeito foi detido e em seguida foi levado para a Sede da Polícia Federal no Cais do Apolo no Bairro do Recife Antigo, onde, após ter sido informado dos seus direitos e garantias constitucionais acabou sendo autuado através de TCO-Termo Circunstanciado de Ocorrência pelo crime contido no artigo 308 do código penal (Falsa identidade - usar, como próprio, passaporte ou qualquer documento de identidade alheia para que dele se utilize e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 4 meses a 2 anos de detenção)

O detido assinou compromisso de comparecer perante à Justiça Federal e foi advertido da obrigatoriedade de comunicação de eventuais mudanças de endereços, onde deve responder pelos fatos narrados no Termo Circunstanciado, tomando ciência de que o não comparecimento, no dia e horário a serem marcados pelo Juízo, sujeitará às medidas previstas na Lei. Em seguida o congolês foi levado para realizar Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal e liberado em seguida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário