LULA MERCADO

LULA MERCADO

GAELL

GAELL

pc

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

EX-POLICIAL MILITAR É EXECUTADO NO BAIRRO PETRÓPOLIS, EM CARUARU.







Cápsulas de pistola calibre 380 foram encontradas no local.

Quatro cartuchos de espingarda calibre 12 foram encontrados ao lado do carro de "Manezinho"


Por está cumprindo pena no regime sêmi aberto, a vítima usava a tornozeleira eletrônica.



Foi assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (22), na rua Teófilo Otoni, no bairro Petrópolis em Caruaru, o ex-policial militar, Manoel Ferreira Pereira, o “Sargento Manezinho” como era conhecido, de 41 anos, que era casado e morava na rua Arquimedes de Oliveira, no bairro Jardim Liberdade. Ele estava cumprindo pena no Centro de Ressocialização do Agreste (CRA) em Canhotinho, onde tinha que pernoitar e durante o dia era liberado para trabalhar.

O delegado de homicídios da 20ª DPH, Dr. Francisco Souto Maior, esteve no local com a sua equipe e obteve a informação que o ex-PM estava dirigindo um veículo Celta preto, acompanhado do filho de 10 anos e de um amigo, estava indo levar o garoto no colégio e quando passava na rua presidente Camilo Castelo Branco, por trás da Fafica, foi interceptado por dois homens em uma picape Hilux prata, eles efetuaram vários tiros no veículo da vítima, que largou o carro e saiu correndo, os elementos foram atrás e na quadra seguinte ceifaram-lhe a vida com cerca de 7 tiros, sendo um de grosso calibre nas costas e 6 de pistola, sendo quatro na cabeça e dois no tronco. Próximo ao corpo, foram encontradas várias cápsulas de pistola calibre 380 e próximo ao carro foram localizados quatro cartuchos de espingarda calibre 12.

“Sargento Manezinho” foi preso acusado de fazer parte de um grupo de extermínio na chamada “Operação Aveloz”, deflagrada há quase 9 anos, que resultou na prisão de 32 pessoas e entre elas foram presos 8 policiais militares. Ele era irmão de “Nildo Bocada” que foi assassinado com um tiro na nuca há 11 dias, quando saia da casa da sogra do “Manezinho” no Jardim Liberdade e o delegado disse que existe a probabilidade dos dois assassinatos terem sido cometidos pelas mesmas pessoas, apesar do “Nildo Bocada” que também foi preso na “Operação Aveloz” ter sido morto por dois homens que chegaram em um veículo Doblô e do “Manezinho” ter sido morto por dois homens em uma picape Hilux.


Este foi o 11º homicídio do mês de dezembro e o 205º do ano de 2015 em Caruaru e o corpo da vítima foi encaminhado para o IML local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário