LULA MERCADO

LULA MERCADO

GAELL

GAELL

pc

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

“POLÍCIA FEDERAL CUMPRE EM RECIFE/PE 01 (UM) MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO E 01(UM) DE PRISÃO PREVENTIVA DENTRO DA OPERAÇÃO FANES DE COMBATE A CRIMES PREVIDENCIÁRIOS”.



PARAÍBA: A Polícia Federal, o Ministério Público Federal e o Ministério da Previdência Social, compondo a Força Tarefa Previdenciária do Estado da Paraíba, deflagraram na manhã de ontem, quarta-feira, dia 09/09/2015, por volta das 6h, a “Operação Fanes”, com o objetivo de combater e desestruturar uma organização criminosa com atuação no Estado da Paraíba que fraudava a concessão de benefícios previdenciários, principalmente aposentadorias e pensões.

A quadrilha utilizava documentação fraudulenta para supostamente buscar comprovar o exercício de atividade rural e, em muitos casos, chegava a conceder benefício rural com base apenas em “entrevista”, sem juntar qualquer documentação. Imediatamente após a concessão eram incluídos empréstimos consignados, primordialmente por meio de “operadoras de crédito”/ “financeiras”. Outra forma de atuação era a concessão de pensões previdenciárias por morte, baseadas em documentos irregulares, “criando”, por intermédio de documentos falsos, tanto o instituidor (falecido) quanto o beneficiário.

A operação teve início em outubro de 2014 quando uma agricultora procurou uma agência do INSS para relatar que haviam feito um empréstimo consignado no nome dela de forma indevida. A Polícia Federal começou a investigar e descobriu mais 185 benefícios concedidos (aposentadorias e pensões) de forma fraudulenta com a participação de um servidor do bairro de Dinamérica em Campina Grande que facilitava as fraudes! Para legalizar o dinheiro a quadrilha possuía uma fábrica de sabão em Cajazeiras que através dos lucros das vendas o dinheiro era legalizado!

Foram cumpridos 17 (dezessete) mandados de prisão preventiva, 11 (onze) de prisão temporária, 30 (trinta) mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 6ª Vara Federal da Seção Judiciária da Paraíba em Campina Grande, nas cidades de Campina Grande, João Pessoa, Cajazeiras, Patos, Puxinanã, Mogeiro, Caturité e Recife. Participaram da Operação 140 (cento e quarenta) Policiais Federais e 16(dezesseis) Servidores da Previdência Social.

Os investigados responderão pelos crimes de Organização Criminosa, Lavagem de Dinheiro, Inserção de Dados Falsos em Sistema de Informação e Estelionato, caso os envolvidos sejam condenados as penas poderão chegar a mais de 10 anos de reclusão. Estima-se que a atuação do grupo tenha causado um prejuízo de mais de R$ 3 milhões de reais aos cofres públicos, considerando o efetivamente pago desde o mês de outubro de 2014 (quando foram detectadas as fraudes). Ademais, quando considerada a expectativa de vida dos supostos beneficiários,tanto dos benefícios concedidos já indicados como fraudulentos, quanto daqueles que passarão por auditoria, o prejuízo evitado poderá ultrapassar os 100 milhões de reais.

O termo “Fanes” faz referência ao mito Grego da “Criação”, uma vez que os investigados “criavam” pessoas, supostamente passíveis de serem beneficiarias das fraudes na Previdência Social.

RECIFE/PE - A Polícia Federal em Pernambuco dentro da Operação Fanes, deu cumprimento a 01 (um) Mandado de Busca e Apreensão e 01(um) de Prisão Preventiva, por volta de 6h da manhã, de ontem, dia 09/09/2015, disponibilizando para isso 01 (uma) equipe compsta por 04 (quatro) policiais federais. Os Mandados foram cumpridos no Bairro de Cajueiro Seco em Jaboatão dos Guararapes em desfavor de DORGIVAL CAETANO DA SILVA, brasileiro, solteiro, 43 anos, natural do Cabo de Santo Agostinho/PE e residente em Jaboatão dos Guararapes/PE – (possui antecedentes criminais: Já foi indiciado pela PF/PE em 10/1993 e preso pela PM/PE em flagrante em 04/2011, tendo sido colocado em liberdade em 07/2011 – pela prática do crime de estelionato utilizando documento falso para saques contra o INSS)


Foram apreendidos 03(três) placas de veículos, possivelmente clonadas, 02(dois) moldes de chassis de carros, 02(duas) carteiras de trabalho, 01 (um) tablet, 01 (um) notebook, 01 (um) celular e diversas folhas com anotações diversas. Tanto o preso como todo o material arrecadado foram encaminhados ontem mesmo para a sede da Polícia Federal na Paraíba!

Nenhum comentário:

Postar um comentário