LULA MERCADO

LULA MERCADO

GAELL

GAELL

pc

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

DUPLO HOMICÍDIO EM JUREMA.



















Na manhã deste domingo (29), a polícia foi informada de um duplo assassinato que aconteceu no sítio Lagoa de Pedra, na zona rural de Jurema. As vítimas, Valdecir Luiz da Silva, de 39 anos e o tio José Luiz da Silva, de 61 anos. Eles moravam juntos e como não tinham sido vistos desde a sexta-feira (27), hoje pela manhã, os vizinhos foram até o endereço e encontraram a porta arrombada e os dois mortos, possivelmente a golpes de facão, em cima das camas de ambos, dentro da casa.

Familiares informaram que José Luiz, vendeu um gado na semana passada e o dinheiro não foi encontrado, para eles tio e sobrinho, foram vítimas de latrocínio. O delegado Erick Lessa, esteve no local com a sua equipe e colhendo as informações, conseguiram prender um suspeito pelo crime, que foi trazido para Caruaru, para prestar depoimento.


As equipes do IC e IML, fizeram a perícia no local e constataram que o duplo assassinato ocorreu a mais de 36 horas, por isso os corpos foram encaminhados ao IML do Recife.

BEBEDEIRA TERMINA EM ASSASSINATO EM CARUARU.











Na noite deste domingo (29), alguns amigos estavam bebendo na rua Arizona, no bairro Salgado, quando por volta das 20:30h, dois deles se desentenderam e entraram em luta corporal e um deles identificado apenas por“Antonio” esfaqueou, Adeilson Alves da Silva, que era conhecido por “Caroço” de 34 anos, que morava na mesma rua do fato, ele ficou caído agonizando em via pública, o Samu esteve no local, mas constatou que a vítima já estava em óbito.
Soldado José Wilk, Sargento Álvaro e soldado Souza.

Delegado Erick Lessa.
O GOPH 02 do Sargento Álvaro e os soldados Souza e José Wilk, que fizeram o isolamento do local, descobriram a autoria do crime e repassaram as informações ao delegado Erick Lessa, que também esteve no local com a sua equipe e informou que este é mais um homicídio de proximidade, quando a vítima conhece o algoz e que esse tipo de crime é impossível a polícia prever.

O tio da vítima, José Alves, informou que a vítima era usuária de drogas.

Os familiares informaram que a vítima era usuário de drogas e já teve pelo menos duas passagens pela polícia, por ser temperamental, principalmente quando estava embriagado. 

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML e este foi o homicídio de número 144, no ano de 2013.

ACUSADO DE FURTO EM IGREJA É PRESO EM CASINHAS-PE



Policiais da Equipe Malhas da Lei de Limoeiro juntamente com policiais civis da delegacia de Casinhas-PE prenderam na tarde da última sexta-feira (27), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, DAMIÃO JOSÉ BELCHIOR, 37 ANOS. A medida cautelar foi expedida pela Comarca de Surubim-PE.
De acordo com o Delegado Francisco Caúla, responsável pelas investigações, o suspeito furtou um objeto da igreja da cidade de Casinhas-PE e não compareceu às audiências para instrução e julgamento fato este que gerou a expedição do mandado de prisão preventiva.  

Após diligências realizadas na cidade de Casinhas-PE, o suspeito foi localizado próximo à residência de sua mãe sendo conduzido à Delegacia de Casinhas-PE, e posteriormente à Cadeia de Surubim ficando à disposição da justiça local.

DEFICIENTE FÍSICO MORRE CARBONIZADO EM CARUARU.











O Capitão Adriel, comandante da Operação Impacto, falou com a imprensa.







Por volta das 20 horas deste domingo (29), houve um incêndio em uma casa na rua Professora Maria Viturino, no bairro Centenário e resultou na morte de um morador do imóvel, o cadeirante Filemon Lopes da Silva, de 37 anos, que era deficiente físico e estava em um dos quartos do imóvel e morreu carbonizado em cima da cama.

Ao perceberem o incêndio, os moradores da área acionaram o Corpo de Bombeiros, que chegou rapidamente no local, e contou com a ajuda dos moradores, mas não conseguiu evitar a morte do morador, pois havia muitos entulhos na casa, principalmente no quarto da vítima.

O IC e o IML, realizaram a perícia no local e no corpo da vítima, que já foi presa por tráfico e o resultado da perícia, só deve sair em 30 dias. Segundo informações da polícia, a vítima era usuário de drogas e pode ter causado o incêndio usando drogas, uma outra hipótese investigada, um possível curto circuito na instalação de energia elétrica, pode também ter ocasionado o sinistro.


O corpo de Filemon, foi encaminhado ao IML do Recife.

“POLICIAIS FEDERAIS LOTADOS NA DELEGACIA DE IMIGRAÇÃO-DELEMIG, PRENDE EX-DONO DA LOUSANO QUANDO ESTAVA TENTANDO EMBARCAR PARA OS ESTADOS UNIDOS NO AEROPORTO DOS GUARARAPES”



Policias Federais lotados na Delegacia de Imigração-DELEMIG, prenderam ontem, dia 29.12.2013, por volta das 13h, PASCOAL GRASSIOTO, 62 anos, empresário (ex-dono da Lousano), casado, natural de Jandaia do Sul/PR e residente em Boa Viagem (há aproximadamente 3 anos) – (possui antecedentes criminais: por sonegação fiscal, formação de quadrilha e obtenção mediante fraude de financiamento em instituição financeira).

A prisão aconteceu quando o conduzido tentava embarcar por volta das 13h no Aeroporto Internacional dos Guararapes-Gilberto Freire através de um voo da empresa Copa Airlines com destino aos Estados Unidos com escala no Panamá para participar da cerimônia de casamento do seu filho. Os federais ao checar os principais bancos criminais nacionais e internacionais verificaram que existia um Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo Juiz da 1ª Subseção Judiciária Federal de São Paulo com validade até o dia 03.08.2019.

De posse dessas informações PASCOAL foi notificado da existência do mandado de prisão em aberto e impedido de prosseguir viagem sendo levado até a sede da Superintendência da Polícia Federal situada no Cais do Apolo onde após tomar ciência sobre os fatos foi levado até o IML-Instituto de Medicina Legal para fazer exame de corpo de Delito e em seguida encaminhado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Federal de São Paulo.

O preso mostrou-se surpreso informando aos policiais federais que desconhecia o mandado de prisão em aberto em seu desfavor, porém ao analisar a síntese da decisão, percebeu-se que dos seis endereços possivelmente fornecidos à Justiça Federal, os oficiais de justiça não conseguiram encontrá-lo em nenhum deles para comparecer às audiências a fim de que fosse informado do cumprimento da sentença de uma pena alternativa, e por não ter sido localizado a pena restritiva de direitos foi convertida em privativa de liberdade por 3 anos e 4 meses de reclusão.

RETROSPECTO DA EMPRESA E DA PRISÃO:

A Lousano Indústria de Condutores Elétricos Ltda. foi fundada em 5 de maio de 1967 pelo Sr. Antônio Lousano com a finalidade de produzir condutores elétricos e eletrônicos para o mercado da construção civil. Com o empreendedor e visionário empresário PASCOAL GRASSIOTOà frente da empresa desde 1984, a Lousano tornou-se de forma unânime como uma das maiores e mais representativas empresas de atuação no mercado.

O Grupo Lousano foi também pioneiro no marketing esportivo, tendo sua logomarca estampada nos uniformes dos maiores e mais representativos clubes de futebol (Lousano Paulista F.C, Vasco da Gama, Santos e Guarani) e outros esportes do Brasil, tornando-se o primeiro clube-empresa de nosso país. A Lousano faliu e não encontra-se mais em atividade.


No dia 23.04.2003 uma denúncia de porte de maconha com o consultor da empresa Lousano levou o DENARC/SP (Departamento de Investigação Sobre Narcóticos) a descobrir um caso de sonegação fiscal. Em vez da droga, no porta mala do carro encontraram um pacote com 2.500 notas fiscais frias da Lousano. Ao seguirem para o endereço da gráfica que imprimia o material, na zona norte de São Paulo foi encontrado outras 2.500 notas frias. Oito pessoas foram presas entre elas o dono da empresa PASCOAL GRASSIOTO, sob acusação de sonegação fiscal e formação de quadrilha. Segundo o DENARC, a Lousano havia emitido pelo menos, 15 mil notas fiscais frias em apenas dois meses.

CATADOR DE RECICLÁVEIS É ESPANCADO ATÉ A MORTE EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE


A vítima foi morta com golpes de pá de pedreiro
O corpo será encaminhado para o IML da cidade de Caruaru
Na noite de ontem (sábado), mais um crime de morte aconteceu na cidade de Santa Cruz do Capibaribe. O fato ocorreu no Sítio Pintor zona rural daquele município, mais precisamente nas proximidades do aterro sanitário.

A vítima Valdemar Siqueira Alves, de 29 anos, foi espancado até a morte, próximo de onde trabalhava separando as reciclagens

Segundo informações colhidas pela reportagem do Agreste Notícia, pelo menos quatro pessoas participaram do crime que teve como arma, uma pá de pedreiro. Os acusados identificados apenas por “Golado” e seus três filhos, sendo “Ureia”, “Vertin” e “Douglas”, todos eles moravam em um barraco naquela localidade.

De acordo com a esposa da vítima, Valdemar e a família de assassinos teria uma rixa, devido ao “Ureia” ter tentado abusar da filha de Valdemar, uma garota de apenas 10 anos.

Os assassinos estão foragidos e os amigos e parentes do rapaz morto, revoltados como o fato, incendiaram o barraco dos acusados.

Esse foi o 2º crime de morte acontecido só no sábado, 28 de dezembro em Santa Cruz do Capibaribe.


Do: Jornal Agreste Notícia 

sábado, 28 de dezembro de 2013

POLÍCIA CIVIL CONCLUI INQUÉRITO QUE APURA ENVOLVIMENTO DE VEREADORES DE CARUARU EM CRIMES.







O gestor da Dinter-1, delegado Salustiano Albuquerque, esteve presente na apresentação.

O delegado Erick Lessa, é o presidente do inquérito.














Foi apresentada na Delegacia Regional de Caruaru, na tarde desta sexta-feira (27), a conclusão do inquérito da Operação Ponto Final, que foi realizada no dia 18 de dezembro deste ano, e que resultou com a prisão de 10 vereadores de Caruaru: Sivaldo Oliveira (PP), Cecílio Pedro (PTB), Val das Rendeiras (PROS) e Pastor Jadiel (PROS) e seis da oposição – Val (DEM), Louro do Juá (SDD), Eduardo Cantarelli (SDD), Jajá (PPS), Neto (PMN) e Evandro Silva (PMDB), que já estão soltos. O inquérito apura a participação dos vereadores investigados, em crimes de concussão, formação de quadrilha, porte e posse de armas e corrupção passiva. 

A apresentação foi feita pelos delegados de Polícia Civil, o responsável pelas investigações Dr. Erick Lessa, o Dr. Frederico Marcelo e Dr. Diogo Melo Victor que ajudaram nas investigações e o gestor da Diretoria Integrada do Interior-1 Dr. Salustiano Albuquerque.

O delegado Erick Lessa, detalhou a participação dos vereadores nos crimes praticados e disse que três deles foram apontados como os mentores do esquema para pedir propina ao Executivo Municipal. “Cecílio Pedro (PTB) e Sivaldo Oliveira (PP) são os líderes da organização criminosa por parte da base do governo e Val (DEM) era o líder por parte da oposição. Foram usadas escutas ambientais para colher as provas. A operação foi iniciada em junho e em dezembro todas as provas foram reunidas”, disse.

Foram cumpridos 10 mandados de prisão preventiva, 13 mandados de busca e apreensão, 37 depoimentos e 756 horas de interceptarão telefônica, além de captação de áudio e vídeo. São Mais de 500 páginas de inquérito policial.

Cada vereador poderia pegar até 56 anos de prisão, com exceção de Sivaldo e Cecílio, que pegariam 28 anos cada um, devido à insuficiência de provas, mesmo considerados líderes do grupo. O caso de Jadiel também é particular, já que ele cooperou com a polícia durante a prisão preventiva, mas também será investigado sobre as circunstâncias do empréstimo de R$ 30 mil. Eles são investigados sobre um suposto esquema de concussão – para obter vantagens em razão de suas funções, na votação principalmente do projeto de criação do sistema Bus Rapid Transport (BRT), corrupção passiva e organização criminosa.

VEREADORES INVESTIGADOS DÃO ENTREVISTA COLETIVA PARA TENTAREM SE EXPLICAR.
image

Logo após coletiva de imprensa com a Polícia Civil em Caruaru, a respeito da Operação Ponto Final, que investiga um suposto esquema de concussão de 10 vereadores caruaruenses, houve a coletiva dos acusados, no Hotel Eduardo de Castro. O primeiro edil a se pronunciar foi Evandro Silva (PMDB).
“Eu fui uma mesma oposição, quer dizer que fiz isso pra ganhar alguma coisa?”, questionou. O vereador garantiu ser inocente. “A inocência minha é total. Não há nada que incrimine do recebimento da propina. O próprio prefeito disse isso”, desabafou.
Evandro, aliás, deu a entender que o processo de investigação teria se desenrolado de forma mais fácil porque a maioria dos vereadores faz oposição. “Há pouco mais de 60 dias eu disse na Tribuna que Caruaru não precisava de casa legislativa, pois não o prefeito não aceita oposição”, continuou.
Ele citou ainda que analisou o projeto do BRT, cuja votação é um dos pontos investigados pela polícia. “Quanto ao BRT, havia irregularidades que identificamos no empréstimo para o projeto. Nós criamos a CPI do projeto, e pedimos informações sobre os limites desse empréstimo. Nós questionamos o projeto. Nós não tivemos direito à defesa”, completou.

Evandro e os outros nove vereadores estão com suas atividades de vereador suspensas por 180 dias.